Dicas


Seja mais paciente.

02 de Agosto 2016

Quem diz a famosa frase “Mulher no volante perigo constante” está muito enganado. Em pesquisa encomendada pela empresa holandesa especializada em serviços de localização e mapas, TomTom, comprova que os homens são sete vezes mais estressados que as mulheres. A pesquisa acusou um aumento de 8,7% no nível de estresse no sexo feminino quando o assunto é engarrafamento. Já para os homens esse nível vai para 60%, ou seja, as mulheres são menos estressadas que os homens neste aspecto.

Muitos dos entrevistados se assustaram ao saber que esta situação os estressavam tanto. O mais interessante é que, em apenas 20 minutos no trânsito, 67% das entrevistadas e 50% dos homens informaram que não tem esta sensação. Porém, estes dados foram medidos através de estudos fisiológicos como a medição da saliva, por exemplo.

Mesmo que os participantes do estudo relatem não sofrer deste mal, há sintomas físicos e reações comportamentais que expressam esta situação. Tontura, falta de ar, dores musculares e no peito, agitação e condução instável são alguns destes sintomas. Hipertensão arterial e aumento do nível de açúcar no sangue serão algumas complicações que as pessoas que sofrem desse estresse podem obter no futuro, segundo a pesquisa.

Por tanto, motoristas, vamos procurar buscar algum “passatempo” em situações como estas, afinal falar bater papo, fazer um “lanchinho” e cantar, com atenção, para espantar estes males não faz mal a ninguém, essas são apenas umas dicas da TMAR Transporte de Veículos para vocês e vamos reconhecer, as mulher estão dando um show de bola no trânsito.


Preço do dia


Gasolina

R$ 4,209

Etanol

R$ 3,159

Diesel Comum

R$ 3,149

Diesel S-10

R$ 3,249